Pesquisar neste blog

sábado, 6 de agosto de 2011

Firebird e Linux

Um dos banco de dados mais utilizados para Linux, é um fork do banco de dados da antiga empresa Borland do banco de dados chamado Interbase, que em meados do ano 2000 o codigo fonte desse banco foi liberado e a comunidade passou a fazer mudanças e ajustes para o melhorar o desempenho e adcionar funções. Após várias mudanças no código fonte, foram liberadas versões para diversas plataformas e o  Linux esta entre elas. O pessoal do Firebird sempre manteve versões para computadores de 32 bits e com a chegada da arquitetura 64 bits, tambem foi portabilizado para essa arquitetura. Ao contrário do que acontece com a versão para o sistema operacional Windows, o firebird para o Linux não tem uma sua senha "PADRÃO" ,a "masterkey". Sendo gerada uma senha aleatória e essa senha fica guardada dentro de um arquivo que esta dentro da pasta /opt/firebird.

Dentro dessa pasta existe diversos arquivos, e um deles é o nosso alvo o arquivo SYSDBA.password, onde contém a senha inicial da instalação do Firebird.


Esse arquivo é protegido para que apenas o usuario administrador (root por exemplo, ou usado pelo sudo (Ubuntu)) tenha acesso ao seu conteúdo.

cat /opt/firebird/SYSDBA.password

Surgirá algo parecido com o conteudo abaixo :

# Firebird generated password for user SYSDBA is:

ISC_USER=sysdba
ISC_PASSWD=ZS3yyVAP

# generated on desenvolvimento.sistecinformatica at time Sáb Ago  6 11:28:09 BRT 2011

# Your password can be changed to a more suitable one using the
# /opt/firebird/bin/gsec utility.

na opção ISC_PASSWD, esta localizada a senha gerada pela instalação, se for necessário fazer a mudança da senha do firebird, o proprio servidor tem um script que fará essa tarefa.

/opt/firebird/changeDBApassword.sh

será solicitado a senha atual e depois a nova senha, essa nova senha não será escrita dentro do arquivo /opt/firebird/SYSDBA.password e sim dentro do arquivo security2.fdb, criptografada.

Se você usar a versão conhecida como CS (Classic Server) deverá instalar tambem o xinetd e iniciar esse serviço, ja que a versão CS coloca uma entrada dentro da pasta /etc/xinetd.d, se você usar a versão SS (SuperServer) poderá inicia-lo diretamente da pasta /etc/init.d/, com o nome do script chamado firebird.

ate a próxima.

Um comentário:

Marcio Gomes disse...

muito bom professor!!!